AVALIAÇÃO DO POTENCIAL SINÉRGICO DA COMBINAÇÃO DE VANCOMICINA COM OUTROS ANTIMICROBIANOS CONTRA AMOSTRAS DE STAPHYLOCOCCUS AUREUS E STAPHYLOCOCCUS SPP. COAGULASE-NEGATIVOS RESISTENTES A OXACILINA

Nome: Lívia Viganor da Silva
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 27/03/2009
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Ana Paula Ferreira Nunes Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Ana Paula Ferreira Nunes Orientador
André Luis Souza dos Santos Examinador Externo
Victor Athayde de Silva Examinador Interno

Resumo: Staphylococcus aureus resistentes a oxacilina (ORSA) e Staphylococcus coagulase negativo multirresistentes (SCNMR) são os patógenos mais comuns nas causas de infecções graves frequentemente resultantes da hospitalização prolongada, devido à debilidade e à imunossupressão ocasionadas pelos procedimentos médicos, doenças de base, terapias inadequadas e intervenções cirúrgicas [1, 2]. As taxas de ORSA e SCNMR atingiram cerca de 60% e 90%, respectivamente, nos EUA em 2004 [3] e no Brasil em 2007 [4]. O tratamento padrão para essas infecções é basicamente a vancomicina (VC). A larga utilização dessa droga e as elevadas taxas de falhas terapêuticas estão relacionadas ao desenvolvimento de resistência pelos estafilococos e à reincidência das infecções [5, 6, 7]. Com isso, alguns estudos sugerem a combinação de dois ou mais antibacterianos como uma alternativa [8, 9, 10].

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105