Estudo dos efeitos do estrogênio, da Vitamina K e da ApoE e sobre o metabolismo ósseo

Resumo: O envelhecimento é uma preocupação mundial visto que está associado a uma série de doenças, como hipertensão, câncer e osteoporose. Estima-se que no Brasil a população de idosos possa ultrapassar os 40 milhões nas próximas décadas. Portanto, a pesquisa dos mecanismos associados às chamadas Doenças Associadas ao Envelhecimento (DAE) é de suma importância para delinear políticas públicas de melhoria da qualidade de vida e para investigar novos alvos terapêuticos. Por isso, neste projeto, investigaremos as interações entre estrogênio, VK e ApoE, utilizando modelos animais geneticamente modificados (camundongos ApoE “knock-out”) , bem como a expressão de canais de cálcio do epitélio renal (TRPV5, Calbindina-D28k, PMCA1b) que são cruciais para a manutenção dos níveis basais de cálcio extracelular. Para tanto, pretendemos analisar: a atividade de marcadores de formação e reabsorção óssea, a densidade mineral óssea, o perfil hormonal, as moléculas envolvidas com a resposta osteoblástica ao estrogênio, e a expressão dos canais de cálcio renais, em animais submetidos à ovarectomia bilateral ou apenas ao estresse cirúrgico, tratados ou não com VK. Espera-se que os resultados desse estudo nos auxiliem na elucidação dos eventos pertinentes as interações de ApoE, VK e estrogênio que interfiram no metabolismo ósseo.

Data de início: 2008-03-01
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Leticia Soncini de Souza
Aluno Mestrado Fernanda Scarpatti Pimentel
Aluno Mestrado Olívia do Rosário Soares
Coordenador Ian Victor Silva
Vice-Coordenador Leticia Batista Azevedo Rangel
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105