Estudo e desenvolvimento de modelos de novas formulações enzimáticas proteolíticas com maior estabilidade cinética e termodinâmica para atuação em sistemas de detergentes biodegradáveis.

Resumo: O tripsinogênio e as isoformas de tripsina (alfa -, beta - e psi tripsina) são serino proteases com uma cadeia polipeptídica contendo 229 e 223 resíduos de aminoácidos, respectivamente. São proteínas globulares com predominância de folhas beta antiparalelas e segmentos curtos em alfa-hélice em sua estrutura secundária e apresentando dois domínios com estruturas similares. O estudo da atividade e estabilidade destas enzimas tem sido de grande interesse durante anos de pesquisa devido à grande importância bioquímica e biotecnológica em que a enzima atua. Esta enzimas são usadas em vários processos industriais porem suas estabilidade e muito restrita. Assim este projeto tem visa estudar condições para estabilidade destas enzimas por meio de adições de sais de alta solubilidade de compatibilidade com os proceossos industriais.

Data de início: 2018-03-23
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Antonio Victor Baioco Vasconcelos
Coordenador Alexandre Martins Costa Santos
Pesquisador Antonio Alberto Ribeiro Fernandes
Pesquisador Juliana Barbosa Coitinho Goncalves
Pesquisador Maria Aparecida Cicilini

Páginas

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105