Caracterização do papel de mTORC2 e PI3K no câncer de ovário: novas perspectivas de tratamento da doença

Resumo: O câncer de ovário (CAOV) configura o segundo tipo mais frequente de malignidade do trato reprodutor feminino, descrito pelo Instituto Nacional de Câncer (INCa) como neoplasia ginecológica de elevado índice de mortalidade. Estimam-se aproximadamente 200 mil novos casos de CAOV por ano em todo o mundo (AMERICAN CANCER SOCIETY, 2011).
Esse cenário retrata a ineficiência das estratégias diagnósticas, da sensibilidade e especificidade dos biomarcadores disponíveis, bem como a carência de estratégias terapêuticas alternativas. Sendo o desenvolvimento de resistência ao tratamento convencional em pacientes com CAOV considerando um dos grandes desafios terapêuticos.
Dentre os mecanismos pelos quais as células tumorais adquirem resistência à quimioterapia encontra-se a ativação da via de sinalização PI3K/Akt/mTOR, envolvida em processos anti-apoptóticos, de indução de viabilidade e proliferação celular. mTOR, membro desta via de sinalização, regula esses processos por meio de complexos multiprotéicos mTORC1 e mTORC2. Assim, a inibição dessa via pode, potencialmente, superar a resistência aos tratamentos já estabelecidos contra o CAOV.
Visando avaliar o possível envolvimento dos complexos de mTOR no fenótipo resistente à cisplatina do CAOV procederemos com a avaliação da viabilidade metabólica de linhagens celulares de CAOV resistentes (OVCAR-3 e ACRP) e sensíveis (A2780) à cisplatina frente a quimioterápicos em diversas associações combinatórias por meio do método colorimétrico de MTT. Nos tratamentos com maior eficácia terapêutica realizaremos ensaio de Western blot e PCR em tempo real, para verificar, respectivamente, a expressão protéica e de transcritos relacionados a via de sinalização em questão, e a ocorrência dos complexos de mTOR por co-imunoprecipitação. Além disso, realizaremos o teste de TUNEL a fim de observar a ocorrência de apoptose, bem como verificar a formação de vacúolo autofágico por microscopia eletrônica.

Data de início: 2011-07-18
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Klesia Pirola Madeira
Aluno Doutorado Alice Laschuk Herlinger
Aluno Doutorado RENATA DALMASCHIO DALTOÉ
Aluno Mestrado Taciane Ladislau
Aluno Mestrado Isabella dos Santos Guimarães

Páginas

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105