Summary: Análises epidemiológicas e moleculares tem sido fundamentais para o avanço de técnicas e conhecimento de diversas doenças e fatores de risco associados a estas. De uma forma geral, a saúde da mulher está fortemente associada com seus hábitos de vida e sua genética. Sabe-se que o parto prematuro é a maior causa de morbidade e mortalidade neonatal em todo o mundo e está fortemente associado a saúde materna, incluindo variações genéticas, como aquelas variações de nucleotídeo único (SNP). A análise do polimorfismo G-2518A (rs1024611) do gene MCP-1 mostra uma grande relação no desenvolvimento do parto prematuro espontâneo. Outra relação é entre o polimorfismo Leu252Val (rs8191754) no gene IGF2R presente na mãe e o peso do feto ao nascer. O câncer de mama é o tipo de câncer que mais causa morte em mulheres necessitando atenção a fatores como a densidade mamária, que mostra-se como um forte fator de risco para desenvolvimento e identificação em mamografia de uma neoplasia. Além disso, marcadores biológicos como SNP’s e telomeros tem grande importância no diagnóstico precoce e tratamento de patologias como o câncer de mama. Assim, a análises de novos biomarcadores moleculares são a principal proposta dos subprojetos aqui apresentados em quatro estudos principais: 1. Polimorfismos genéticos relacionados à parto prematuro e baixo peso ao nascimento; 2. Receptores hormonais, densidade mamária e outros fatores de risco associados ao câncer de mama; 3. Polimorfismos genéticos relacionados aos telômeros no desenvolvimento do câncer de mama.

Starting date: 2015-06-01
Deadline (months): 36

Participants:

Rolesort descending Name
Coordinator * Iuri Drummond Louro (M/D)
Researcher * Eldamária de Vargas Wolfgramm dos Santos
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105