The C79G polymorphism of the beta-adrenergic receptor-2 (ADRB2) gene and prediction of asthma risk, response to therapy and interaction with environmental factors in children participating in the AsmaVix project living in areas with monitored air quality

Summary: A asma é a doença mais comum da infância. É caracterizada por inflamação crônica das vias aéreas, hipersecreção de muco e hiperresponsividade brônquica a estímulos, levando a obstrução do fluxo aéreo reversível com ou sem tratamento, ocasionando os sintomas chiado e aperto no peito, falta de ar e tosse. Pode ser intermitente ou persistente leve, moderada ou grave. Afeta 20% das populações, sendo estimado que 400 milhões de pessoas terão Asma até 2025. No Brasil, é responsável por ~10 mortes/dia e ~100 mil hospitalizações/ano. É tratada com corticosteroides na maioria das crianças. Seu início é frequentemente associado a alergias e embora varie com urbanização e poluição, sua causa é multifatorial e o componente genético é substancial, com herdabilidade de 48% a 95%. Depende da interação desconhecida entre fatores ambientais e genéticos do tipo polimorfismos de único nucleotídeo (SNP), os quais podem auxiliar na compreensão da doença, bem como na identificação de alvos para tratamentos mais específicos e na predição de risco, gravidade, maior vulnerabilidade a variáveis ambientais, função pulmonar e de resposta à terapia. Todavia, estudos genéticos de Asma em crianças brasileiras são escassos. Dentre os genes estudados, o gene do receptor beta-2-adrenérgico (ADRB2) tem sido relatado como um dos mais importantes para a suscetibilidade aumentada à Asma, sua gravidade e à variação resposta ao tratamento com broncodilatadores. Esse gene codifica uma proteína receptora β2-AR, expressa no músculo liso das vias aéreas. O SNP C79G (Gln27Glu, rs1042714), leva a troca do aminoácido glutamina (Gln) por ácido glutâmico (Glu) no códon 27 devido à mudança de citosina para guanina (C>G) no nucleotídeo 79 do DNA, alterando a sequência de aminoácidos do β2-AR no sítio de ligação causando uma dessensibilização do receptor aos corticoesteróides, usados no controle da asma. Assim, a hipótese é que esse SNP esteja associado à variáveis clínicas e ambientais relacionadas à Asma infantil.

Starting date: 2019-12-10
Deadline (months): 36

Participants:

Rolesort descending Name
Coordinator * Flavia I. V. Errera (M)
Researcher * Neyval Costa Reis Jr.
Researcher * Jose Geraldo Mill
Researcher * Jane Meri Santos
Student Master * Izadora Silveira Fernandes
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105