Influência da Nicotina na Expressão Gênica de Hif-1α, Pi3k, Akt, Erk1/2 e Ca-ix em Linhagens Celulares Scc9 e Dok. Vitória 2017

Nome: Joaquim Gasparini dos Santos
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 23/02/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Surama Freitas Zanini (M) Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Adriana Madeira Alvares da Silva Conforti (M/D) Coorientador
Fábio Daumas Nunes Examinador Externo
Leonardo Oliveira Trivilin Examinador Interno
Surama Freitas Zanini (M) Orientador

Resumo: O carcinoma epidermoide de cavidade oral (CEC oral) é o tipo mais comum de neoplasia maligna que acomete a cavidade oral, normalmente conduzido pelo surgimento de lesões pré-malignas, como a leucoplasia. O uso de tabaco compreende um dos maiores fatores de risco para o seguimento de CEC oral. A nicotina é o maior composto natural presente no tabaco, estudos vem apontando que sua ligação a Receptores Nicotínico de Acetilcolina (nAChRs) leva a um aumento da produção de Espécies Reativas de Oxigênio (ROS) e de fatores de crescimento que se ligam a Receptores Tirosina Quinase (RTK) desencadeando ativação de vias de MAPK’s e fosfatidilinositol-3 quinase (PI3K/Akt), que culminam na ativação da proteína HIF-1α e expressão de CA-IX, conduzindo a um aumento na proliferação celular, migração, metástases e a inibição da apoptose de células tumorais. Com este fim avaliamos a expressão dos genes ERK1/2, PI3K, AKT, HIF-1α e CA-IX em cultura celular de SCC9 e DOK expostos a diferentes concentrações de nicotina e a câmara de hipóxia em tempos variados. As análises do efeito das concentrações crescentes de nicotina e a exposição à câmara de hipóxia, nas linhagens celulares de SCC9 e DOK, na viabilidade celular e na expressão dos genes em questão foram realizados através de técnica de MTS e Real time. Os resultados apontam maiores expressões em HIF-1α, PI3K, AKT, ERK1/2 e CA-IX em SCC9 no tempo de 24 horas, em cultivados em concentração de 0,1mM de nicotina, quando comparado com o controle. Comparando a expressão das concentrações de nicotina com células cultivas em câmara de hipóxia, nota-se um maior expressão no tempo de 24 horas em 0,1mM dos genes HIF-1α, PI3K, AKT e ERK1/2, já CA-IX ficou com uma expressão baixo de câmara de hipóxia. Os resultados de DOK demostram que a nicotina causa um pequeno aumento em relação ao controle na expressão de HIF-1α em 5mM, AKT em 2,5mM e ERK1 em 0,1mM no tempo de 8 horas, já para o tempo de 24 horas observou-se um pequeno aumento em ERK2 na concentração de 2mM. Comparado câmara de hipóxia com o controle as demais concentrações e nicotina, observou-se que apenas em HIF-1α a expressão foi menor no tempo de 8 horas, mas em 24 horas essa expressão superou as expressões no controle e nas células expostas a nicotina. Conclui-se que a nicotina é capaz de modular uma maior expressão em SCC9 dos genes em questão do que
em DOK.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe, Vitória - ES | CEP 29043-900